Nesta quinta-feira, dia 26 de outubro de 2017, foi realizada a Assembleia Geral e dos Associados do Sintunifesp sendo decidido por unanimidade o fortalecimento da Comissão de Mobilização do Sintunifesp e avaliação contínua junto à base pelo melhor momento de deflagração de greve com próxima assembleia geral marcada para o dia 1º de novembro de 2017.

Com a seguinte pauta: 1) informes; 2) instalação da comissão eleitoral para gestão do Sintunifesp (2017/2019); 3) Ato público em 27/10 na Av. Paulista; e 4) Conjuntura local e nacional (deflagração de greve no dia 10/11/17), a mesa composta por membros da direção colegiada do sindicato e da comissão de mobilização os trabalhos da assembleia foram realizados nesta quinta-feira. Abertos com informes sobre diversas pautas em andamento destacamos as informações trazidas pelos representantes da entidade que participaram da plenária nacional da Fasubra realizado entre os dias 21 e 22 de outubro no Rio de Janeiro. Os companheiros junto às demais representações de entidades de classe reunidas nessa plenária nacional debateram a conjuntura nacional de ataque aos serviços e servidores públicos, avaliando a necessidade e possibilidade de deflagração de greve nacional. E o resultado foi a aprovação, em plenária nacional da Fasubra, da deflagração de greve a partir do dia 10 de novembro de 2017, reservada a autonomia de cada entidade dialogar com sua base e verificar o melhor momento e forma de adesão.

Sobre as demais pautas ficou encaminhado o seguinte: 1) Participação do Sintunifesp no grande Ato Público contra os ataque nacionais aos serviços e servidores públicos na Av. Paulista nesse dia 27/10; 2) Composição e aprovação em assembleia da comissão eleitoral responsável por organizar e realizar a eleição da gestão do Sintunifesp do período 2017-2019; 3) Fortalecimento da Comissão de Mobilização do Sintunifesp com organização de atividades de mobilização geral e nos campi para discussão da conjuntura nacional e deflagração da greve (ainda sem data definida), com próxima assembleia geral marcada para o dia 01 de novembro de 2017.

Esse último encaminhamento partiu da avaliação em assembleia da conjuntura local e nacional considerando a orientação da Fasubra e da Plenária Nacional de deflagração de greve nacional em 10 de novembro. As avaliações de conjuntura levaram em conta a necessidade de luta e mobilização em ambas dimensões, locais e nacional, já que grande parte das pautas locais ainda se estendem por acordos não realizados e as pautas nacionais se agravam quase que diariamente. Nesse sentido foi consenso realizar um levantamento dos acordos de pautas locais realizados entre o Sintunifesp e a gestão da universidade com vistas a dar prosseguimento jurídico às reivindicações quando possível e viável. E que as pautas nacionais de ataques aos serviços e servidores públicos orientem a mobilização para greve.

Portanto, os trabalhadores da Unifesp seguem mobilizados frente aos ataques nacionais e buscam a ampliação do movimento para avaliar o melhor momento para a deflagração da greve nacional. A Comissão de Mobilização do Sintunifesp segue fortalecendo seus trabalhos até a próxima assembleia geral marcada para o dia 1º de novembro.

Assessoria de Comunicação do Sintunifesp